agosto 7 2015

Arcadismo Material 135

Também conhecido como Setecentismo ou Neoclacissismo, o Arcadismo é o movimento literário que nasceu no continente europeu no século XVIII, durante uma época de ascensão da burguesia e de seus valores políticos, religiosos e sociais. No Brasil essa escola literária aparece na segunda metade do século XVIII trazendo profundas mudanças no contexto histórico, já que estava sendo influenciado pela onda de progressos nas ciências. De forma geral, o Arcadismo é conhecido por ser um movimento que exalta a natureza e a vida bucólica. Seu nome foi dado a partir de uma região grega chamada Arcádia, que era dita como a morada do deus da natureza, Pan.

CONTINUE LENDO AQUI

julho 27 2015

MATERIAL LITERATURA 131

Também conhecido como Setecentismo ou Neoclacissismo, o Arcadismo é o movimento literário que nasceu no continente europeu no século XVIII, durante uma época de ascensão da burguesia e de seus valores políticos, religiosos e sociais. No Brasil  essa escola literária aparece na segunda metade do século XVIII trazendo profundas mudanças no contexto histórico, já que estava sendo influenciado pela onda de progressos nas ciências. De forma geral, o Arcadismo é conhecido por ser um movimento que exalta a natureza e a vida bucólica. Seu nome foi dado a partir de uma região grega chamada Arcádia, que era dita como a morada do deus da natureza, Pan.

Leia o restante aqui!

maio 19 2015

Simbolismo – Prof. Tamara para Turma 231

CRUCIF~1O Simbolismo foi um movimento literário que surgiu antes da Primeira Guerra Mundial, e surgiu como uma reação às correntes materialistas e cientificistas daquela época reagindo contra tudo que representava o materialismo e racionalismo. Pregava o subjetivismo, o misticismo e a sugestão sensorial.
O simbolismo buscou uma linguagem que pudesse “sugerir” a realidade, em vez de retratá-la de maneira tão óbvia como faziam os realistas. Para “sugerir” a realidade, os simbolistas usavam símbolos, imagens, metáforas, sinestesias*, recursos sonoros e cromáticos (cor).
O precursor do simbolismo foi o poeta francês Charles Baudelaire (1821 – 1867). Sua poesia buscava abordar temas como miséria, prostituição, bêbados, freqüentadores desocupados das tavernas, etc. Pode parecer estranho para muitos, mas ele via poesia em todos esses assuntos.
O marco inicial desse movimento no Brasil foi em 1893, com a publicação dos livros “Missal” e “Broquéis” de Cruz e Sousa.

 Principais características do Simbolismo

- Retorno à segunda fase romântica que ficou conhecida como mal do século·
- Atenção exclusiva ao “eu”, explorando-o através de uma linguagem pessimista e  musical,
- Misticismo, religiosidade
- Desejo de transcendência e integração com o cosmos
- Interesse pelo inconsciente e subconsciente
- Subjetivismo
- Pessimismo
- Interesse pelo noturno, pelo mistério e pela morte
- Retomada de elementos da tradição romântica
- Atração pela morte e elementos decadentes da condição humana
- Valorização dos sentimentos individuais
- Isolamento da sociedade
- Conteúdo relacionado com o espiritual, o místico e o subconsciente
- Concepção mística da vida
- Ênfase na imaginação e fantasia
- Comparação da poesia com a música
- Enfoque espiritualista da mulher envolvendo-a em um clima de sonho
- Desconsideração das questões sociais abordadas pelo Realismo e Naturalismo;
- Estética marcada pela musicalidade (a poesia aproxima-se da música);
- Produção de obras de arte baseadas na intuição, descartando a lógica e a razão
- Utilização de recursos literários como, por exemplo, a aliteração (repetição de um fonema consonantal) e a assonância (repetição de fonemas vocálicos).

Principais artistas simbolistas

Literatura internacional:

- Charles Baudelaire – autor da obra As flores do mal (1857) que é considerada um marco no simbolismo literário.
- Arthur Rimbaud
- Stéphane Mallarmé
- Paul Verlaine

Literatura brasileira:

- Cruz e Souza
- Alphonsus de Guimaraens

Fonte: http://anagabrielavieira.blogspot.com.br/2009/09/simbolismo.html

julho 16 2014

PETRÓLEO O COMBUSTÍVEL DO SÉCULO XX

O petróleo é a principal fonte de energia mundial desde o início do século XX. Sua descoberta e a extração maciça impulsionaram a indústria automobilística, a aeronáutica, a naval e a petroquímica, inundaram a vida humana com admin-ajaxinúmeros confortos, como os fogões domésticos abastecidos com gás liquefeito de petróleo (GLP), as primeiras cidades iluminadas em larga escala com querosene e gás e materiais novos, como as velas de parafina, os plásticos e os fios elétricos revestidos com eles, os PVCs, as tintas e vernizes, os tecidos sintéticos.

Petróleo, o combustível do Século XX – LEIA AQUI

julho 15 2014

Desafio: Você consegue adivinhar quem são os cientistas?

imagem 1

Isaac Newton

imagem 2

Isaac Newton (1643 – 1727) foi um cientista inglês, físico e matemático, visto também como astrônomo, alquimista, filósofo natural e teólogo. Sua obra, “Philosophiae Naturalis Principia Mathematica”, é considerada uma das mais influentes na história da ciência e descreve a lei da gravitação universal e as três leis de Newton, fundamentos da mecânica clássica.O logotipo é inspirado na história mais popular que cerca sua vida, a da maçã de Newton, em que ela cai de uma árvore em sua cabeça provocando o momento “Eureca!” da sua ideia da força da gravidade. É um mito, mas também um símbolo.

Gregor Mendel

imagem 3

Gregor Johann Mendel (1822 – 1884) foi um monge agostiniano, botânico e meteorologista austríaco. Durante sua vida, publicou dois grandes trabalhos, hoje clássicos: “Ensaios com plantas híbridas” e “Hierácias obtidas pela fecundação artificial”. Formulou as leis da hereditariedade genética, que regem a transmissão de caracteres hereditários, hoje conhecidas como Leis de Mendel. É conhecido como o pai da genética. O logotipo faz alusão ao campo da genética e seu trabalho com plantas.

Nikola Tesla

imagem 4

Nikola Tesla (1856 – 1943) nasceu num território da atual Croácia, e foi súdito do Império Austríaco. Foi um inventor nos campos da engenharia mecânica e eletrotécnica. Ficou muito conhecido por suas muitas contribuições revolucionárias no campo do electromagnetismo, e seu trabalho teórico forma as bases dos sistemas modernos de potências elétricas e correntes alternadas – bases que ajudaram na introdução da Segunda Revolução Industrial.
O logotipo representa a famosa Descarga de Tesla, um circuito transformador ressonante.

Charles Darwin

imagem 5

Charles Robert Darwin (1809 – 1882) foi um naturalista britânico famoso por convencer definitivamente a comunidade científica da existência da evolução das espécies, com uma teoria para explicar o processo: a seleção natural. A teoria tornou-se a base central da explicação de diversos fenômenos biológicos. O logotipo representa a Árvore Filogenética da Vida, uma demonstração gráfica das relações entre várias espécies ou outras entidades com ancestrais comuns – esse desenho e essa frase são de uma página muito popular de seu diário: “I think”, “Eu penso”.

Espero que tenham se divertido  :P

Créditos: http://hypescience.com/

julho 14 2014

O VERDADEIRO WILD WEST

“Se você quer atingir o coração do seu oponente, mire na virilha”. Essa era a dica que William “Bat” Masterson, um dos xerifes mais famosos do velho oeste americano, dava a quem fosse se meter num duelo. Ele dizia isso porque, na média, os caubóis eram bem ruins de tiro. Nada a ver com o que aparece nos filmes de faroeste, que criaram uma admin-ajaxsérie de lendas e noções que não correspondem à realidade. Uma terra sem lei, onde todo mundo resolvia as coisas na bala? O paraíso dos ladrões, que viviam saqueando agências bancárias? Um lugar cheio de mulheres sexy e oferecidas e homens heroicos, capazes de grandes feitos em suas eternas batalhas contra os índios? Na verdade, o velho oeste não era nada disso.

Até a metade do século 19, as únicas terras ocupadas pelos americanos ficavam na costa leste do país, espremidas entre o litoral e o rio Mississipi – uma faixa equivalente a menos de um quarto do território atual dos EUA. As áreas onde hoje ficam Califórnia, Nevada, Utah, Texas, Arizona e Novo México pertenciam ao México. O primeiro impulso para além do Mississipi veio com a descoberta de ouro na Califórnia, em 1848. Anos depois, em 1862, Abraham Lincoln baixou o Homestead Act, uma lei que dava terras no oeste a quem se dispusesse a ocupá-las por pelo menos cinco anos. Foi aí que o oeste americano começou a ser povoado para valer.

LEIA AQUI O TEXTO COMPLETO